O Outono chegou

O outono que chega de mansinho, para celebrar este dia deixo um poema de Cecília Meireles.

CANÇÃO DE OUTONO

Perdoa-me, folha seca, 
não posso cuidar de ti.
Vim para amar neste mundo, 
e até do amor me perdi.

De que serviu tecer flores
pelas areias do chão, 
se havia gente dormindo 
sobre o próprio coração?

E não pude levantá-la!
Choro pelo que não fiz.
E pela minha fraqueza
é que sou triste e infeliz.
Perdoa-me, folha seca!
Meus olhos sem força estão
velando e rogando àqueles 
que não se levantarão…

Tu és a folha de outono 
voante pelo jardim.
Deixo-te a minha saudade
– a melhor parte de mim.
Certa de que tudo é vão.
Que tudo é menos que o vento,
menos que as folhas do chão…

Autora: Cecília Meireles

Advertisements

Posted by

Adoro organização, planeamento e tenho sempre ideias para resolver problemas de espaço e tempo. Gosto de dicas caseiras para resolver alguns "desastres". E ter as finanças organizadas e controladas é também um objectivo diário. Sobre tudo isto vou partilhar convosco para terem uma Vida Organizada e serem Felizes. Sigam o Blogue, prometo não desiludir.

O seu comentário é importante

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.