Como Fazer a sua reserva de Emergência?

Como Fazer a sua reserva de Emergência? Eis a Questão.

Já foi explicado na semana passada a importância de ter dinheiro de parte para uma emergência. Daí se chamar de reserva de emergência.

Hoje vamos falar sobre como juntar o dinheiro. Assim que fizer as contas para saber qual o valor que precisa poupar para ter tranquilidade em caso de aparecer uma emergência, pode começar a fazer a sua reserva.

Vai meter mãos à obra e atingir essa meta.

1ª Dica – Tenha foco. Assim que começar a poupar vai querer poupar mais e mais. E ainda, vai virar um desafio, uma meta a atingir. Aquela meta chamada de Tranquilidade.

2ª Dica – Poupe em tudo o que puder no dia a dia. Portanto não faça compras por impulso.

3ª Dica – Todos os meses retire no mínimo 10% do seu salário para guardar. Tal como paga as contas da agua, electricidade, vai passar a pagar a si mesmo.

Uma forma de fazer isso é programar no banco um valor mensal para ser enviado para a poupança de forma automática.

Para saber o melhor valor é fazer o seu orçamento mensal com os gastos essenciais e subtrair ao que recebe e tem aí o numero mágico.

A partir do momento que o dinheiro vai para aquela conta, já não o vai ter à ordem. Assim já não vai ter a tentação de gastar em bens supérfluos.

4ª Dica – O problema não é quanto recebe por mês, mas sim quanto gasta em bens supérfluos. Logo, corte esses gastos até atingir a sua meta. Dê o nome a essa meta de tranquilidade.

5ª Dica – Tem que ser muito disciplinado e focado no seu objectivo. Quando se sente deprimido, não faça asneiras. Para isso, nada de ir ao shopping e chegar a casa cheia de compras que nem precisava. Assim só vai ficar mais deprimido.

Em vez disso, vá passear ao parque, vá ver o mar. Faça algo que não gaste dinheiro. Outra boa forma para a depressão é fazer uma bela de uma “faxina” na casa.

6ª Dica – Tenha um mealheiro e coloque lá dinheiro diariamente. Por exemplo, ao fim de cada dia, todas as notas de 5 Euros e moedas de 2 Euros que tiver na sua carteira, coloque no mealheiro.

Assim, está fazer uma poupança sem dar conta. E ao fim de 6 meses vai ficar espantado(a) com o que conseguiu poupar com esta brincadeira. Para isso, use um mealheiro que não consiga abrir. Por exemplo, um um porquinho em cerâmica.

Só quando estiver cheio é que o parte e coloca todo o dinheiro na sua conta da “tranquilidade”. E depois, passa para outro porquinho.

7ª Dica – Deixe de usar cartão de crédito.  Os cartões de crédito são uma falsa ilusão de que temos dinheiro infinito.

Portanto deixe o cartão em casa ou simplesmente corte com uma tesoura.

8ª Dica – Tente usar o mais possível dinheiro. Passar o cartão de débito, é um hábito tão comum que parece quem nem estamos a gastar.

Só facto de mexermos com as notas já damos outro valor ao dinheiro.

A minha dica, ande com pouco dinheiro e programe o seu dia tendo em conta o que vai comprar. Assim, vai saber contabilizar melhor o que gasta.

Agora que já tem algumas ferramentas comece a poupar rumo à tranquilidade.

Deixe os seus comentários, dúvidas ou sugestões.

Tem uma Reserva de Emergência?

 

Advertisements

Posted by

Adoro organização, planeamento e tenho sempre ideias para resolver problemas de espaço e tempo. Gosto de dicas caseiras para resolver alguns "desastres". E ter as finanças organizadas e controladas é também um objectivo diário. Sobre tudo isto vou partilhar convosco para terem uma Vida Organizada e serem Felizes. Sigam o Blogue, prometo não desiludir.

O seu comentário é importante

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.